sexta-feira, 18 set 2020
Publicidade

Após ter poderes esvaziados, presidente da Apex critica Ernesto Araújo: falta de lealdade

Protesto e críticas. Assim, foi a reação de Mario Vilalva, presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex), a uma medida do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

Vilalva acusou o chanceler de falta de lealdade e chamou os diretores do Itamaraty ligados a Araújo de “despreparados, inexperientes, inconsequentes e irresponsáveis”.

O chanceler transferiu inúmeras atribuições da presidência da Apex a dois dos seus aliados no órgão, a diretora de Negócios, Letícia Catelani, e o diretor de Gestão Corporativa, Márcio Coimbra.

“Eu recebi com muita surpresa e muita decepção. Eu não esperava isso de um colega ao qual fui leal o tempo todo”, afirmou Vilalva, em entrevista à Folha de S.Paulo.

Agendas pessoais

O presidente da Apex garante que ficou sabendo das mudanças ao ser procurado pela imprensa, nesta segunda-feira (8), e declarou que tanto Catelani quanto Coimbra são pessoas “despreparadas, inexperientes, inconsequentes e irresponsáveis”.

“O que está acontecendo aqui é que as pessoas estão trabalhando em agendas pessoais e com isso não estão preocupadas em fazer com que o trabalho da agência corra normalmente, como sempre aconteceu”, criticou Vilalva.

Com informações da Folha de S.Paulo

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.