Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
25 de fevereiro de 2019, 16h26

Após Vampirão em 2018, Paraíso do Tuiuti distribui laranjas na Marquês de Sapucaí

No último ensaio, a escola de samba da Zona Norte do Rio apresentou uma comissão de frente vestida de laranja, oferecendo laranjas ao público, em referência ao escândalo do PSL, partido de Jair Bolsonaro

Foto: Reprodução/Vídeo

Durante o último dia de ensaios técnicos antes dos desfiles oficiais das escolas de samba do Rio de Janeiro, neste domingo (24), a Paraíso do Tuiuti foi a primeira a entrar na Marquês de Sapucaí. Vice-campeã em 2018, a escola da Zona Norte apresentou uma comissão de frente baseada na crítica social e política, de acordo com informações de Ricardo Rigel, do Extra.

A escola de São Cristóvão, bairro da zona norte do Rio, apresentou uma comissão de frente vestida de laranja, oferecendo laranjas aos que assistiam ao ensaio, em uma clara referência ao escândalo de candidatos laranjas do PSL, partido de Jair Bolsonaro.

A performance não é a mesma que será exibida no desfile oficial. No entanto, o tom crítico deve prevalecer.

Conforme o coreógrafo da comissão de frente, Felipe Moreira, a escola não poderia perder seu ar crítico, uma tradição da Tuiuti: “Resolvemos lançar laranjas, em referência ao atual momento político”.

O enredo da escola, “O Salvador da Pátria”, remete à literatura de cordel que conta a história de um bode cearense e mantém o tom de crítica subliminar à política.

Vampirão

Em 2018, com o enredo “Meu Deus, meu Deus, está extinta a escravidão?”, a Paraíso do Tuiuti colocou na avenida um vampirão com faixa presidencial, em alusão a Michel Temer, que, à época, ocupava a presidência da República.

A crítica social, apesar de bem-humorada, causou enorme polêmica e, no Desfile das Campeãs, emissários da presidência impediram que a escola colocasse a faixa no personagem.

Assistam ao vídeo de um trecho do ensaio da Paraíso do Tuiuti:

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum