Fórumcast, o podcast da Fórum
20 de setembro de 2018, 16h42

Apuração da PF conclui que agressor de Bolsonaro agiu sozinho

Depois de encerrado o primeiro inquérito, a polícia deverá abrir uma nova investigação para aprofundar ainda mais a apuração do caso, como medida de cautela contra eventuais críticas

Foto: Reprodução/Vídeo

A Polícia Federal (PF), após duas semanas de apurações, não achou nenhum indício de que Adelio Bispo de Oliveira, homem que esfaqueou Jair Bolsonaro (PSL), candidato à presidência, em Juiz de Fora, Minas Gerais, tenha agido a mando de outra pessoa, de acordo com informações de Jailton de Carvalho, em O Globo. Não existe indicativo, também, de que o criminoso tenha sido ajudado.

Depois de concluído o primeiro inquérito, a polícia deverá abrir uma nova investigação para aprofundar ainda mais a apuração do caso, pois o objetivo é eliminar todas as hipóteses para não deixar margem de dúvidas sobre as circunstâncias e as responsabilidades pelo ataque a Bolsonaro. Este segundo inquérito será mais uma medida de cautela contra eventuais críticas do que uma necessidade.

O resultado das investigações vai ao encontro da versão apresentada desde o primeiro depoimento por Adelio. Ele agiu por conta própria motivado por divergências políticas com Bolsonaro. Depois, em outro depoimento, ele repetiu que esfaqueou o candidato por causa de “divergências ideológicas” entre ambos.

Veja também:  Bolsonaro bloqueia R$ 669 milhões para pagamento de reforma do Museu Nacional

A Polícia Federal pesquisou computadores, dados armazenados em celulares, contatos telefônicas, redes sociais, contas bancárias e relações pessoais, entre outros aspectos da vida de Adelio.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum