Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
18 de dezembro de 2019, 07h05

Às pressas, Eduardo Bolsonaro lança frente de apoio a Bolsonaro e aprofunda racha no PSL

Na pressa para tomar à força o controle do partido e do rico fundo partidário, Eduardo divulgou site inacabado da "corrente ideológica", que é definida como "Nam liber tempor cum eleifend option congue nihil imper. Nam liber tempor cum soluta nobis" na seção "Quem Somos"

Eduardo Bolsonaro (Reprodução / Twitter)

Menos de 24 horas após retomar na Justiça a liderança do PSL na Câmara no lugar de Joice Hasselmann (SP), o deputado Eduardo Bolsonaro (SP) lançou a “Frente Brasil Acima de Tudo”, uma dissidência interna da própria sigla para defender o pai, Jair Bolsonaro.

“Lançamos hoje a FRENTE BRASIL ACIMA DE TUDO, corrente ideológica composta por 28 deputados do PSL. Nosso objetivo: consolidar valores defendidos não apenas pelo Presidente Bolsonaro mas sim pela grande maioria do povo brasileiro, seguindo fiéis ao que nos trouxe até aqui”, anunciou pelo Twitter na noite desta terça-feira (17).

A pressa para tomar à força o controle do partido – e de seu rico fundo partidário – fez com que o filho de Bolsonaro anunciasse o site da “corrente ideológica” antes da página ser finalizada.

Na definição da Frente no site – Quem Somos – há um texto genérico, ainda a ser preenchido: “Nam liber tempor cum eleifend option congue nihil imper. Nam liber tempor cum soluta nobis”.

Site da Frente Brasil Acima de Tudo (Reprodução)

Da mesma forma, o texto genérico é repetido na seção “As mais perguntadas” nas “respostas para perguntas comuns”. “Lorem ipsum dolor sit amet? Magnis modipsae que voloratati andigen daepeditem quiate conecus aut labore”, diz o texto.

Disputa pelo poder
Líder da ala bolsonarista, Eduardo retomou o cargo após decisão judicial cancelar punições aos aliados de Bolsonaro na sigla. Por outro lado, os bolsonaristas entraram na Justiça nesta terça-feira (17) com ação declaratória de justa causa para desfiliação do partido sem a perda de seus mandatos.

Com apoio de 28 dos 53 integrantes da Bancada do PSL na Câmara, Eduardo retomou o posto após ter sido sacado por suspensão imposta pela direção nacional do partido. Ele e outros 13 parlamentares tiveram suas funções partidárias suspensas e não contavam para a definição de liderança.

Após liminar conseguida na Justiça que derrubou as punições, o grupo apresentou uma lista que permitiu a designação de Eduardo para o lugar que estava sendo ocupado por Joice. A deputada havia apresentado uma lista com apenas 22 nomes após a queda de Eduardo.

Com o triunfo, o filho do presidente fez uma série de postagens no Twitter atacando a correligionária. “O problema não sou eu. Eu mantive todos os cargos, mantive todos deputados em suas comissões, inclusive os que não assinaram a minha lista. Choice tem um ego gigantesco, está mordida e não tem equilíbrio emocional para formar um ambiente minimamente razoável de trabalho”, disse.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum