Entrevista exclusiva com Lula
03 de outubro de 2019, 12h10

Assembleia de SP adverte deputado do PSL por ataque transfóbico a Erica Malunguinho

Douglas Garcia disse em plenário que tiraria "no tapa" uma mulher transexual que usasse o mesmo banheiro feminino que sua mãe ou sua irmã; confira o vídeo da advertência na ALESP

Foto: Carol Jacob/Alesp/Divulgação

O deputado estadual Douglas Garcia (PSL) recebeu, nesta quarta-feira (2), uma advertência verbal da Assembleia Legislativa de São Paulo por ter dito, durante a discussão de um Projeto de Lei em plenário, que tiraria “no tapa” uma transexual que usasse o mesmo banheiro feminino que sua mãe ou sua irmã.

Os processos no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar que resultaram na punição foram movidos pela deputada Erica Malunguinho (PSOL), que é trans e acusou o colega de transfobia, e pela deputada Professora Bebel (PT).

Douglas foi convocado à reunião do conselho, onde a presidente do colegiado, Maria Lúcia Amary (PSDB), leu a advertência. “O pronunciamento foi caracterizado como quebra de decoro parlamentar por conter declaração de cunho discriminatório, transfóbico e incitar a violência contra a população transexual e travesti”, dizia um trecho do texto. O deputado estava sentado na primeira fileira da plateia e ouviu a punição de pé, em silêncio.

Nas redes sociais, Douglas Garcia expôs sua indignação pela advertência. “Acabo de ser advertido verbalmente pelo Conselho de Ética da ALESP por defender os direitos das mulheres poderem usar o seu próprio banheiro, por defender a minha irmã e minha mãe, por não aceitar que a militância LGBT desça goela abaixo a sua agenda no nosso Brasil”, escreveu.

Homossexual

Na época da declaração, o deputado contraditoriamente assumiu que é homossexual. A revelação em seu nome foi feita por sua correligionária, deputada Janaína Pachoal, e confirmada por ele na sequência. Douglas Garcia afirmou que a revelação de sua orientação sexual não muda em nada sua luta contra a “ideologia de gênero”. Ele ainda afirmou que estava sendo ameaçado, após o episódio com Erica, de ter sua homossexualidade exposta.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum