Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
07 de fevereiro de 2020, 08h16

Ataque terrorista ao Rock in Rio e guerra com a França pela Amazônia, prevê cúpula militar brasileira

Em minuta sigilosa, que faz jus aos delírios conspiratórios de Jair Bolsonaro, documento do Ministério da Defesa resume a opinião de 500 militares reunidas pela Escola Superior da Guerra, que pregam um alinhamento automático com os EUA

Treinamento das Forças Especiais do Exército na selva (Foto: Divulgação)

Em um documento delirante, que faz jus às teorias da conspiração propagadas por Jair Bolsonaro, a cúpula militar brasileira elenca como “ameaças” para os próximos 20 anos uma guerra contra a França pela Amazônia e até um ataque terrorista com coronavírus no Rock in Rio de 2039.

A minuta sigilosa é chamada de Cenários da Defesa 2040, segundo reportagem de Igor Gielow na edição desta sexta-feira (7) da Folha de S.Paulo, e resulta da opiniões de 500 entrevistados colhidas pelo Ministério da Defesa em 11 reuniões em comandos militares, organizadas pela Escola Superior de Guerra, no segundo semestre de 2019.

Em um dos cenários descritos, em 2035, a França formalizaria um pedido de intervenção na Organização das Nações Unidas (ONU) na região Ianomâmi, com a emancipação dos indígenas, isso provocaria dois anos depois uma mobilização das Forças Armadas francesas na fronteira da Guiana com o Brasil. O documento, no entanto, não diz que a França é atualmente a principal parceira militar do Brasil, com a construção conjunto de submarinos e helicópteros.

Os militares ouvidos ainda pregam um alinhamento automático do Brasil aos Estados Unidos com ou sem restrições orçamentárias para defesa.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum