Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
10 de julho de 2019, 10h41

Até Miriam Leitão critica reforma da Previdência de Bolsonaro: “Cristalização de privilégios”

"Com a manutenção de privilégios para corporações, com tratamentos diferenciados sendo cristalizados, deixou de fazer qualquer sentido chamar a reforma do governo Jair Bolsonaro de Nova Previdência. É a velha, com alguns novos parâmetros", afirmou a jornalista da Rede Globo

Miriam Leitão e Bolsonaro (Reprodução)

A jornalista Miriam Leitão, do O Globo e da GloboNews, criticou duramente a reforma da Previdência apresentada por Jair Bolsonaro em artigo publicado nesta quarta-feira (10), dia da votação da proposta, no jornal da família Marinho.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

“O objetivo proclamado da reforma era combater rombos e privilégios. Se for aprovada, reduzirá o rombo, mas não será possível caminhar para um sistema menos desigual”, afirmou a jornalista, que criticou a aposentadoria especial para algumas categorias, como a dos policiais e a das Forças Armadas.

“Com a manutenção de privilégios para corporações, com tratamentos diferenciados sendo cristalizados, deixou de fazer qualquer sentido chamar a reforma do governo Jair Bolsonaro de Nova Previdência. É a velha, com alguns novos parâmetros, com a idade mínima que tinha que ser instituída, mas que nem ela, a idade mínima, é igual para todos”, completou.

Ela ainda criticou as concessões feitas pelo governo para conseguir aprovar a proposta e a manobra de adiar a votação até o Planalto ter a certeza de que teria o número necessário de votos. “Para tentar angariar mais apoio, o governo fez novas concessões, como regras tributárias ainda mais flexíveis para igrejas, perdão de dívida rural e novas flexibilizações para mulheres”, disse.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum