Áudio: Ouça quando Bolsonaro desejou que Dilma morresse infartada ou com câncer

Filhos do presidente e apoiadores têm se queixado das pessoas que estariam desejando a morte de Bolsonaro, que está infectado com coronavírus

O presidente Jair Bolsonaro já desejou a morte de seus adversários. Um dos exemplos mais famosos ocorreu em 2015, quando o ex-capitão afirmou em entrevista que queria que a ex-presidenta Dilma Rousseff morresse “infartada ou de câncer”.

“Espero que o mandato dela acabe hoje, infartada ou com câncer, de qualquer maneira”, disparou, durante visita em Goiânia. “O Brasil não pode continuar sofrendo com uma incopetente, ou ‘incompetenta’, à frente de um país tão grande e maravilhoso como esse aqui”, completou.

O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente, foi parar nos trend topics do Twitter com o apelido de Carluxo após reclamar na sua conta do Twitter, nesta terça-feira (7), das pessoas que, segundo ele, desejaram a morte de seu pai.

No entanto, a internet desabou sobre o vereador, lembrando que tanto ele próprio quanto seu pai já fizeram o mesmo. Os internautas republicaram foto onde Carluxo aparece fazendo gesto de coração em frente a muro pichado com a frase: “Morte Temer”.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR