Fórumcast, o podcast da Fórum
29 de agosto de 2018, 13h09

Aumenta procura pelo livro “Aparelho Sexual e Cia” após citação de Bolsonaro

No Estante Virtual, site que vende livros usados e novos, um exemplar pode ser encontrado por até R$ 230,00

A capa do Aparelho Sexual e Cia. Foto: Divulgação

O livro “Aparelho Sexual e Cia – Um guia inusitado para crianças descoladas”, mostrado de maneira errada pelo presidenciável Jair Bolsonaro, na entrevista para o Jornal Nacional, desta terça-feira (29), como tendo sido comprado e distribuído pelo ministério da Educação, ganhou enorme procura desde a citação do candidato.

No Estante Virtual, site que vende usados e novos, um exemplar do livro que está fora de catálogo pode ser encontrado por até R$ 230,00. No Mercado Livre, os preços também estão bem acima do normal, chegando a R$ 160,00.

A Cia. Das Letras, editora responsável pela publicação do livro no Brasil, postou, na madrugada desta terça-feira, em sua conta no Twitter, comentário sobre a edição que, segundo informa, está fora de catálogo:

“O livro citado na entrevista do JN foi publicado pelo nosso selo jovem. Infelizmente está fora de catálogo, mas nos orgulhamos da publicação”.

Bolsonaro tentou mostrar o livro ao vivo e ainda afirmou: “Tirem as crianças da sala, se bem que na biblioteca das escolas públicas tem”.

O tal livro, no entanto, jamais foi comprado pelo governo brasileiro ou distribuído em escolas públicas. A informação já havia sido desmentida pelo Ministério da Educação em uma nota divulgada em 2016.

“O Ministério da Educação (MEC) informa, em nota, que não produziu e nem adquiriu ou distribuiu o livro “Aparelho Sexual e Cia”, que, segundo vídeo que circula em redes sociais, seria inadequado para crianças e jovens brasileiros. O MEC afirma ainda que não há qualquer vinculação entre o ministério e o livro, já que a obra tampouco consta nos programas de distribuição de materiais didáticos levados a cabo pela pasta”, diz a nota.

O livro

O título, da autora e ilustradora francesa, Hélène Bruller, já vendeu 1,5 milhaõ de exemplares em vários países do mundo. De acordo com a sinopse da editora, o volume “tenta responder para os adolescentes, com bastante humor mas também com sólida base pedagógica, rigor científico e delicadeza, questões como: Como é estar apaixonado? Como se beija na boca? Por que crescem pelos e espinhas pelo corpo durante a puberdade? O que é masturbação? Como nascem os bebês?”


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum