Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
10 de janeiro de 2020, 18h45

Avião no Irã e caso Marielle: Noblat aponta “prioridades” de Bolsonaro

O jornalista cobrou que o governo também exija "investigação rigorosa" sobre o assassinato da vereadora, tal como fez com o caso do avião ucraniano que caiu no Irã

Marielle Franco - Foto: Guilherme Cunha/Alerj

A posição adotada pelo governo brasileiro de cobrar uma investigação rigorosa sobre a queda do avião ucraniano no Irã gerou questionamentos. O jornalista Ricardo Noblat, colunista da Veja, contrapôs a postura diante do caso com a da morte da vereadora Marielle Franco.

“O governo Bolsonaro pediu investigação rigorosa sobre as causas da queda do avião da Ucrânia no Irã. Por que nunca pediu que se investigue com igual rigor o assassinato de Marielle Franco?”, publicou o jornalista.

Em nota publicada pelo Itamaraty nesta quinta-feira (9), o governo brasileiro diz esperar “que as autoridades competentes da área de aviação civil conduzam investigações de maneira rigorosa, com base nas diretrizes estabelecidas na Convenção sobre Aviação Civil Internacional, em colaboração com autoridades ucranianas, para identificar as causas dessa tragédia”.

Enquanto isso, as investigações da morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes estão próximas de completar dois anos, sem que se tenha descoberto os mandantes do crime e sem explicações razoáveis para o assassinato.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum