#Fórumcast, o podcast da Fórum
11 de outubro de 2019, 08h07

Ayres Britto, ex-STF, condena excessos de Moro e da Lava Jato na GloboNews

Ministro aposentado do Supremo afirmou que “o Intercept veio a revelar coisas inadmissíveis” e que, sob o ponto de vista jurídico, as mensagens devem ser analisadas caso a caso

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Carlos Ayres Britto, ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), declarou que houve excessos por parte do ex-juiz Sérgio Moro e da Operação Lava Jato.

“Houve ilegitimidade no proceder. O devido processo legal não foi bem observado”, declarou Ayres Britto, em entrevista ao programa Central GloboNews.

Ainda em relação ao agora ministro da Justiça e sua parcialidade na condução dos processos, o ex-STF afirmou que “o Intercept veio a revelar coisas inadmissíveis” e que, sob o ponto de vista jurídico, as mensagens devem ser analisadas caso a caso.

Ayres Britto deixou claro que cada instituição tem seu papel num processo e a Lava Jato ultrapassou limites constitucionais.

“A polícia investiga. Excepcionalmente, o Ministério Público também, sobretudo no exercício de sua função constitucional de controlar a atividade externa da polícia. Mas o MP denuncia e o Judiciário processa e julga. O Judiciário não pode ser nascente, corrente e foz de um mesmo rio. Não pode fazer as três coisas ao mesmo tempo. E nessa Operação Lava Jato, houve mistura das três coisas”, acrescentou.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum