Fórumcast #20
14 de agosto de 2017, 15h22

Bahia, Pernambuco e mais 8 estados mudariam apenas um deputado se o “Distritão” existe nas eleições de 2014

Mesmo com dois entre os dez maiores colégios eleitorais do Brasil, as mudanças seriam mínimas nestes locais.

Da Redação

Com o debate do chamado “distritão”, levantado nesta semana, a Fórum fez uma análise dos efeitos desse sistema, caso ele existisse nas eleições de 2014. Um dos resultados obtidos foi que na Bahia, em Pernambuco, Goiás, Alagoas, Amapá, Piauí, Rondônia, Roraima, Sergipe e Tocantins, as mudanças seriam mínimas. Cada um destes estados teria apenas um novo deputado federal eleito.

Vale destacar que Salvador (BA) e Recife (PE) são dois entre os dez maiores colégios eleitorais do Brasil, com a 4º e 9º colocações – respectivamente. Fato que acabam não sendo muito relevante para influenciar mudanças entre eleitos com maior número de votos, no sistema do “distritão”, em comparação com o atual sistema de voto proporcional. A curiosidade fica pelo estado de Goiás, que teria eleito o apresentador Jorge Kajuru (PRP). Abaixo você confere as mudanças em cada um desses estados:

Veja também:  PSOL vai à PGR para barrar censura na Ancine e acusa Bolsonaro de improbidade

 

“Distritão”

Na madrugada da última quinta (10), foi aprovado o chamado “distritão” em votação da comissão especial da Câmara que analisa a Proposta de Emenda Constitucional sobre a reforma política. O texto original da PEC 77/03, de relatoria do deputado Vicente Candido (PT-SP), não previa este item, que foi posto em votação como um destaque proposto pelo PMDB – e acabou vencendo, por 17 votos a 15.

O “distritão” é o sistema onde são eleitos os deputados com mais votos, como nas disputas majoritárias – para presidente, governador ou prefeito. Desta forma, é ignorado o peso dos votos que cada partido ou coligação conquistaram nas urnas. Entretanto, para que possam valer já nas eleições de 2018, essas mudanças precisam passar – até setembro – pelos plenários da própria Câmara e do Senado.

Fonte: dados oficiais do TSE sobre as eleições de 2014

Foto: Antônio Cruz/ Agência Brasil


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum