Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
03 de abril de 2019, 21h49

Barroso arquiva ação contra desembargador que mandou soltar Lula

Ministro reconheceu que Rogério Favreto estava no “exercício da jurisdição quando deferiu o pedido de liminar” e agiu nos limites de suas atribuições de maneira fundamentada

Foto: Sylvio Sirangelo/TRF4

Luís Roberto Barroso, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou o arquivamento do processo contra o desembargador Rogério Favreto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). Em julho de 2018, Favreto concedeu habeas corpus em favor do ex-presidente Lula.

A ação contra o desembargador foi aberta pela Procuradoria-Geral da República (PGR). O argumento era que Favreto teria agido por interesse pessoal ao conceder habeas corpus ao ex-presidente. A informação é da colunista da Folha, Mônica Bergamo.

Contudo, Barroso aceitou a argumentação da defesa, por intermédio do advogado Pierpaolo Bottini. Ele ressaltou que “punir o desembargador implicaria inadmissível censura à liberdade de decidir” de um magistrado.

Barroso reconheceu que Favreto estava no “exercício da jurisdição quando deferiu o pedido de liminar” e agiu nos limites de suas atribuições de maneira fundamentada.

O ministro acrescentou que, “independentemente de se discordar ou não da decisão, ela não pode ser qualificada como inconsistente, artificial ou inverídica como afirma o Ministério Público”.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum