Fórumcast, o podcast da Fórum
05 de setembro de 2019, 17h57

Bate-cabeça: Augusto Heleno diz que indicação de Aras para a PGR é mentira, mas Bolsonaro confirma

Bolsonaro foi bastante criticado pela indicação: Augusto Aras não constava na lista tríplice do MPF

Augusto Aras (Foto: Roberto Jayme/Ascom/TSE)

A indicação do novo Procurador-Geral da República (PGR) Augusto Aras movimentou os bastidores do governo Bolsonaro e incomodou apoiadores. A informação, divulgada mais cedo pelo SBT e pela Crusoé, foi confirmada no final da tarde desta quinta-feira (5) por Jair Bolsonaro, mas gerou irritação no ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, o general Augusto Heleno, que tentou desmentir os jornalistas. O movimento VemPraRua foi um dos que criticou Bolsonaro pela nomeação.

“Já estou apanhando da mídia, isso é um bom sinal, sinal de que a indicação nossa é boa, né? Acabei de indicar o senhor Augusto Aras para chefiar o Ministério Público Federal”, declarou o presidente durante evento no Observatório de Agropecuária Brasileira às 17h02 da tarde.

A confirmação, no entanto, não chegou ao braço-direito de Bolsonaro, o general Augusto Heleno, que usou as redes sociais às 16h49 para atacar a mídia e dizer que tratava-se de “notícia mentirosa e plantada”.

Reprodução/Twitter

Heleno, no entanto, foi desmentido pouco tempo depois pelo próprio Bolsonaro, que confirmou a escolha de Aras para o cargo hoje ocupado por Raquel Dodge.

Quem é Aras?

O nome de Aras ganhou destaque no Twitter, com muitas críticas sendo levantadas por seguidores de Jair Bolsonaro, que criticavam o novo PGR por ser “esquerdista”. O movimento VemPraRua classificou o episódio como uma “decepção”. Muitas críticas também surgiram pelo fato do nome dele não constar na lista tríplice da PGR e ter aparecido como candidato por indicação de aliados do presidente.

O deputado Paulo Teixeira se manifestou lamentando a “humilhação” feita com o Ministério Público e disse ser uma lição para os procuradores da Lava Jato. “Bolsonaro humilha o Ministério Público Federal e nomeia Augusto Aras, nome que estava fora da lista tríplice. Uma lição nos procuradores da Lava-Jato, que fizeram campanha para Bolsonaro e receberam de volta tal humilhação”, declarou.

O anúncio não agradou aos procuradores da Lava Jato, apesar de ser Augusto Aras primo de Vladimir Aras, o nome preferido por Sérgio Moro e Deltan Dallagnol para a PGR. Vladimir é um dos procuradores que aparece no Vaza Jato. Em conversas divulgadas recentemente ele defende que Dallagnol se torne candidato ao Senado para vencer os “inimigos” Gleisi Hoffmann e Roberto Requião.

Augusto Aras é visto como um procurador conservador e alinhado com os planos de Bolsonaro, principalmente para a Amazônia, apesar de já ter defendido a ex-presidente Dilma Rousseff e ser considerado um crítico da Lava Jato e da ditadura militar, o que deixou muitos bolsonaristas descontentes.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum

#tags