Fórumcast, o podcast da Fórum
18 de fevereiro de 2019, 14h07

Bebianno diz que devolverá “em triplo” as ameaças que vem sofrendo

Secretário-geral da Presidência relatou a amigos que está sofrendo ameaças desde esse domingo (17), quando teria seu número de telefone - e whatsapp - divulgados em redes de bolsonaristas

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Alvo do clã Bolsonaro e prestes a deixar o governo Jair Bolsonaro (PSL), o secretário-geral da Presidência, Gustavo Bebianno disse nesta segunda-feira (18) ao Broadcast Político, do jornal O Estado de S.Paulo, que já identificou as pessoas que o estão ameaçando e que vai tomar providências.

“Sou paciente, chato e obstinado. Tenho muitos amigos também. Dará um certo trabalho, mas devolverei em triplo as ameaças e ofensas (dentro da lei). Não tenho medo de briga. Não me intimidam”, relatou ao jornalista Gustavo Maia.

Leia também: Aliados de Eduardo Bolsonaro replicam texto que diz que Bebianno era “agente infiltrado no governo”

Bebianno relatou a amigos que está sofrendo ameaças desde esse domingo (17), quando teria seu número de telefone – e whatsapp – divulgados em redes de bolsonaristas.

Um dos interlocutores de Bebianno diz acreditar que 99% das ameaças são “bravatas” de “bolsominions”, como são chamados os apoiadores mais radicais do presidente Jair Bolsonaro (PSL) nos meios de oposição.

Bebianno foi aconselhado a cuidar de sua integridade física e estuda denunciar o fato às autoridades, como a PGR (Procuradoria-Geral da República).

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum