Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
29 de outubro de 2019, 18h22

Bebianno se junta a Frota no PSDB para ajudar Doria e “impedir ditadura bolsonarista”

"Vejo a gestão Jair Bolsonaro como irresponsável e desgovernada. Ou ele vai buscar a ruptura institucional, ou vai renunciar ou vai acabar recebendo processo de impeachment", declarou o ex-aliado do presidente

Gustavo Bebbiano e Bolsonaro - Foto: Arquivo

O ex-ministro da Secretaria de Governo, Gustavo Bebianno, é mais um ex-bolsonarista que vai se juntar ao PSDB de João Doria. Em entrevista publicada pelo Congresso em Foco nesta terça-feira (29), ele disse ainda acreditar que Jair Bolsonaro só completa o mandato caso dê um autogolpe, porque a Presidência está “desgovernada”.

“Vejo a gestão Jair Bolsonaro como irresponsável e desgovernada. Ou ele vai buscar a ruptura institucional, ou vai renunciar ou vai acabar recebendo processo de impeachment, porque é impossível se manter mais três anos nesse ritmo. Ele entrou numa maratona de 40 e tantos km e está correndo como se fossem 100 m rasos”, declarou Bebianno ao jornalista Edson Sardinha.

Últimos dias para você apoiar a grande reportagem da Fórum no rastro do Óleo das Praias do Nordeste. Bora contribuir!

O ex-ministro, que comandou a campanha de Bolsonaro em 2018, afirmou estar preocupado com o flerte autoritário do presidente e disse que os ministros Sérgio Moro e Paulo Guedes são os verdadeiros presidentes. “Infelizmente, o que vejo hoje me preocupa. Não vejo como o governo dele possa chegar ao final de uma maneira normal, pacífica, porque ele e os filhos alimentam essa beligerância. Veja agora o episódio com o PSL e o vídeo do leão e das hienas. É um negócio tão beligerante e personalista, mesquinho, egoísta e tão burro, sem estratégia, sem nada. Se não fossem os presidentes Paulo Guedes e Sérgio Moro – pode botar ipsis litteris –, o Brasil já estaria mais no fundo do poço que já está”, afirmou.

Esse temor foi o que fez Bebianno ir para o PSDB para ajudar a construir a campanha de Doria para 2022. “Não quero uma ditadura bolsonarista para ser governado por Eduardo e Carlos Bolsonaro, deus me livre. Por isso, aceitei esse convite [de filiação ao PSDB]”, afirmou. “Será em breve. Será no PSDB de São Paulo. Pretendo ficar boa parte do tempo em São Paulo ajudando no que eu puder”, completou.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum