quarta-feira, 23 set 2020
Publicidade

Belluzzo: crise entre Estados Unidos e Irã deve provocar ‘efeito desagradável’ no Brasil

Por Eduardo Maretti, na Rede Brasil Atual 

As consequências do conflito entre Estados Unidos e Irã para a economia brasileira – após o ataque que matou no Iraque o principal líder do setor de inteligência e das forças de segurança iranianas, Qassem Soleimani, nesta sexta-feira (3) – ainda não estão claras, mas os preços dos combustíveis devem subir ainda mais.  “Como no Brasil se reajusta o preço da gasolina quase imediatamente quando o petróleo sobe, certamente vamos ter um efeito negativo internamente”, diz o economista Luiz Gonzaga Belluzzo.

“Isso porque a lógica deles (do governo brasileiro e gestores da estatal) é fazer com que a Petrobras tenha o máximo de rentabilidade, com vantagens aos acionistas.” Para Belluzzo, se o preço do petróleo seguir uma trajetória de alta rápida, certamente “o Brasil vai sofrer um efeito desagradável”.

Em sua opinião, se o primeiro problema para a economia do Brasil é com o preço do petróleo, há o risco geral se o conflito se agravar. “Certamente as bolsas vão sofrer no mundo inteiro, inclusive no Brasil.  Petróleo, dólar e bolsas. Mas, por enquanto, temos que fazer hipóteses. Por exemplo, se eles fecharem ou afetarem o trânsito pelo estreito de Ormuz, certamente vai ser um choque muito grande no preço do petróleo.”

Continue lendo na RBA

 

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.