Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
22 de julho de 2019, 14h52

Bispo de Garanhuns é atacado por bolsonaristas após apresentação de Antônio Nóbrega com #Lulalivre

Causam-me espanto e surpresa que alguns cristão, 'em nome do Evangelho' e 'por amor à Igreja', sejam capazes de distorcer os fatos e espalhar calúnias", declarou Dom Paulo Jackson, bispo de Garanhuns

Antônio Nóbrega e apresentação na Igreja Matriz de Guaranhuns ((Montagem)

Após apresentação do artista Antônio Nóbrega neste domingo (21) na igreja Matriz de Garanhuns (PE), cidade natal do ex-presidente Lula, o bispo Dom Paulo Jackson Nóbrega de Sousa, da diocese local, começou a ser atacado e receber ameaças de seguidores de Jair Bolsonaro nas redes sociais.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Nesta segunda-feira (22), Dom Paulo emitiu nota dizendo que o levante da milícia bolsonarista lhe causou espanto e surpresa.

“Quase todas as notas de repúdio à Diocese de Garanhuns que saíram nas redes sociais estão eivadas de mentiras. Causam-me espanto e surpresa que alguns cristão, ‘em nome do Evangelho’ e ‘por amor à Igreja’, sejam capazes de distorcer os fatos e espalhar calúnias”, declarou no texto.

Segundo ele, a manifestação dos fiéis, que entoaram gritos por Lula livre, ocorreu durante a apresentação de Antônio Nobrega. “Não temos condições de controlar possíveis manifestações do público, sejam de aplauso, repúdio ou outro tipo”, afirmou, ressaltando que o padro Josenildo Bezerra, que também virou alvo da milícia virtual, “não teve nenhuma participação nos fatos”.

Leia a nota na íntegra

Lula Livre
Em sua performance, Antônio Nóbrega criticou Jair Bolsonaro e seus filhos, ressaltando alguns casos recentes que chamaram a atenção, antes de ser ovacionado com gritos de Lula Livre.

A canção inicia dizendo que “Tudo vai se desmontando, tudo vai se quebrando, quem quiser é só olhar” e continua com frases como “Mais um pilantra no país da malandragem querendo levar vantagem e seu laranjal plantar”, fazendo referência ao caso de Fabrício Queiroz, ex-motorista e ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (PSL), filho do presidente,  e que foi pivô de uma das primeiras crises do governo.

Nóbrega continua com mais cutucadas ao governo: “E quem quiser ser o novo embaixador não precisa ser doutor (…) Basta ser miliciano e um hamburguer fritar”, desta vez apontando para o outro filho do capitão, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que foi nomeado embaixador dos EUA.

Assista ao vídeo que foi publicado no Twitter oficial de Lula

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum