O que o brasileiro pensa?
09 de julho de 2020, 07h48

Bolsonarista, Cabo da PM é preso em operação contra narcomilícia na zona Oeste do RJ

Fernando Mendes Alves seria o segundo na hierarquia da narcomilícia que opera em Jacarepaguá, Vargem Grande e Vargem Pequena e é acusada de praticar crimes como extorsão, ameaças e homicídios

Cabo da PM Fernando Mendes Alves foi preso em operação contra narcomilícia no Rio - Montagem

O cabo da PM Fernando Mendes Alves foi preso na manhã desta quinta-feira (9) na operação “Porto Firme” desencadeada pela Polícia Civil e o Ministério Público do Rio de Janeiro para desarticular uma narcomilícia que atua em bairros da Zona Oeste do Rio.

Nas redes sociais, Fernando ostenta diversas publicações com elogios a Jair Bolsonaro. A última delas foi feita no dia 22 de maio, quando ele ataca o ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, e publica um meme do presidente de óculos com a frase: “Não gostou? Foda-se”. Na campanha eleitoral, em 2018, o cabo da PM fez campanha aberta para o capitão.

Foda se de novo….Pau no …..,……………do moro ….Kkkkkkkk

Publicado por Fernando Mendes em Sexta-feira, 22 de maio de 2020

Fernando seria o segundo na hierarquia da narcomilícia que opera em Jacarepaguá, Vargem Grande e Vargem Pequena e é acusada de praticar crimes como extorsão, ameaças e homicídios. Ao todo são 16 mandados de prisão e 51 de buscas e apreensões. Três policiais militares estão entre os alvos da ação.

Ana Lúcia da Silva Alves, mãe de Gabriel da Silva Alves, o Biel, que é considerado o número três na hierarquia da milícia, foi presa em casa, em Vargem Grande. Gabriel está foragido.

O principal alvo da operação é o capitão da PM Leonardo Magalhães Gomes da Silva, lotado no Diretoria Geral de Pessoal da instituição.

Nesta manhã, a polícia e o MPRJ estiveram no Condomínio Bosque da Paz, em Vargem Grande, atrás de Magalhães. No local, os investigadores encontraram a residência vazia. Ele é considerado foragido e estaria em Búzios, na Região dos Lagos.

Magalhães é acusado de tráfico de drogas, extorsão, agiotagem, corrupção, além de grilagem de terra, mesmo estando na PM. Ao todo, 200 policiais participam da ação.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum