Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
13 de fevereiro de 2019, 06h27

Bolsonaristas articulam “golpe do pijama” para antecipar aposentadoria no STF

Manobra pode reduzir de 75 para 70 anos a idade de aposentadoria e tiraria da Corte Celso de Mello, Marco Aurélio, Ricardo Lewandowski e Rosa Weber, que seriam substituídos ainda durante o governo Bolsonaro

Sessão do Supremo Tribunal Federal (Divulgação/STF)

Reportagem de Bruno Boghossian, na edição desta quarta-feira (13) da Folha de S.Paulo, informa que a base aliada de Jair Bolsonaro (PSL) no Congresso Nacional querem mudar a Constituição para antecipar a aposentadoria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) de 75 anos para 70 anos.

O chamado “golpe do pijama” tiraria da Corte Celso de Mello, Marco Aurélio, Ricardo Lewandowski e Rosa Weber, que seriam substituídos ainda durante o governo Bolsonaro, mudando o equilibrio do tribunal sem precisar chamar um cabo e um soldado.

Bolsonaristas colhem assinaturas de apoio ao projeto. A deputada Bia Kicis (PSL) subiu à tribuna nesta terça (12) para dizer que a proposta atende ao “clamor das redes sociais”.

A manobra é mais do que oportunista. Em 2015, o Congresso aprovou a PEC da Bengala, que aumentou a idade de aposentadoria no Judiciário para 75 anos para impedir Dilma Rousseff (PT) de fazer novas indicações para o STF. Bolsonaro votou a favor da proposta.

Leia a reportagem na íntegra.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum