Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
10 de junho de 2019, 10h03

Bolsonaro adia para agosto publicidade de pacote anticrime de Moro

Por reforma da Previdência, governo cede à pressão do Congresso e adia lançamento de campanha publicitária sobre pacote anticrime de Sérgio Moro em meio a escândalo #VazaJato

Bolsonaro e Sérgio Moro (Foto: José Cruz/Agência Brasil)

A pressão de congressistas fez governo privilegiar a reforma da Previdência e adiar campanha publicitária para divulgação do pacote anticrime do ministro da Justiça, Sergio Moro. O lançamento da campanha, marcado para a próxima quarta-feira (12), foi adiado para o mês de agosto.

Imerso no escândalo do vazamento de áudios pelo The Intercept Brasil, Sérgio Moro, que já entrou em rota de colisão com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), por causa do pacote anticrime pode ver sua pauta perder força.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo.

A cerimônia de apresentação das peças publicitárias sobre o pacote de moro, programada para quarta-feira (12), foi adiada após pedido da Casa Civil por considerar que a tramitação do projeto de Moro atrapalharia a reforma da Previdência.

Segundo Thais Arbex, da Folha de São Paulo, Rodrigo Maia chegou a indicar que paralisaria o andamento da Previdência e avançaria apenas com o projeto de Moro, caso o governo recorresse a uma campanha publicitária.

Ainda segundo a matéria, aliados de Bolsonaro teriam recomendado ao presidente que escolhesse entre uma das duas pautas e, por isso, o plano de Moro foi deixado de lado.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum