sexta-feira, 25 set 2020
Publicidade

Bolsonaro afirma confiar no filho Flávio e manifesta decepção com Queiroz

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse, em entrevista ao jornal argentino “La Nación” publicada neste sábado (1), que se o filho, o senador Flávio Bolsonaro (PSL), tiver cometido alguma irregularidade, ele deve pagar por isso. O presidente, no entanto, ressaltou que confia em Flávio e que o ex-assessor Fabrício Queiroz precisa se explicar melhor.

“Se fez algo mau, tem que pagar. Mas tenho confiança que ele não fez nada de mau. Por outro lado, Fabricio Queiroz, um ex-subtenente da Polícia Militar que eu conheço desde 1984. Foi um soldado da Brigada Paraquedista, meu soldado…”.

Questionado se está decepcionado com Queiroz, Bolsonaro respondeu:

“Sim. Pelas coisas que tenho ouvido dele. Ele tem que se explicar. Tem que ser ouvido.”

Além disso, Bolsonaro voltou a dizer que o objetivo das denúncias contra o filho é desgastar o governo. E admite que desgasta.

“Agora, por que interessa atacar meu filho? Me desgasta. Não há dúvidas de que me desgasta. Mas meu filho responde por seus atos e está pronto para dar explicações. Até hoje não foi convocado a fazer.”

Convidado, Flávio até agora não prestou esclarecimentos.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.