Bolsonaro agradece exportação de vacinas e chama Índia de “grande parceira”

Governo brasileiro vai pagar mais que o dobro da Europa por imunizantes fabricadas no país asiático

O presidente Jair Bolsonaro foi às redes sociais nesta sexta-feira (22) para agradecer a Índia pela exportação de vacinas da Oxford/AstraZeneca, referindo-se ao país asiático como “grande parceiro” na pandemia.

“O Brasil sente-se honrado em ter um grande parceiro para superar um obstáculo global. Obrigado por nos auxiliar com as exportações de vacinas da Índia para o Brasil”, escreveu o mandatário no Twitter.

Após café da manhã com a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), na manhã desta sexta, o presidente mais uma vez negou “qualquer estremecimento” nas relações com a China ou com a Índia.

“Nunca houve qualquer estremecimento nas relações entre Brasil e China e entre Brasil e Índia. A China precisa de nós, nós precisamos da China e o mundo é assim. Jamais fechamos as portas para seja qual país for. Estamos sempre prontos a atender os interesses nacionais e, obviamente, preservar aquilo que temos de mais sagrado, que é a nossa soberania”, disse ele em entrevista transmitida pela CNN Brasil.

A exportação dos imunizantes ocorre após um impasse entre os dois países, com longo atraso na negociação do carregamento. Com isso, o governo Bolsonaro agora vai pagar mais que o dobro do que os europeus ao Instituto Serum, da Índia, pelas doses da vacina.

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR