segunda-feira, 26 out 2020
Publicidade

Bolsonaro ameaça governadores: “Minha PF vai pra cima”

O presidente Jair Bolsonaro deu novas declarações polêmicas na tarde desta quarta-feira (29) ao conversar com apoiadores na entrada do Palácio do Alvorada. Ele comentou sobre os recursos repassados a estados e municípios em razão do surto do novo coronavírus e atacou governadores.

“Nós demos recursos para quem foi possível. E, ó, a minha PF vai pra cima de quem estiver fazendo basteira aí com esse grana, hein. A PF vai funcionar!”, declarou o presidente, para o delírio de seus apoiadores.

Bolsonaro voltou a culpar os governadores pelas mortes provocadas pela Covid-19. “Não adianta o Rui Costa ficar de palhaçada. Ô Rui Costa, para de palhaçada. O Doria tem que responder por São Paulo, é o estado que mais tem gente que perdeu a vida. Ele que tem que responder”, disse ainda.

O Brasil bateu um novo recorde no número de casos diários confirmados de coronavírus nesta quarta, 6,2 mil, e registrou 449 novas mortes. No total, são 78.162 pacientes com Covid-19 e 5.466 mortes provocadas pela doença.

“Minha PF”

A declaração do presidente acontece em meio às denúncias do ex-ministro Sérgio Moro de que o ex-capitão estaria tentando interferir na Polícia Federal. Bolsonaro é alvo de inquérito do Supremo Tribunal Federal.

O presidente ainda foi impedido pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF, de nomear Alexandre Ramagem para a direção da PF. Ramagem é amigo dos filhos do presidente e chegou a passar o réveillon com Carlos Bolsonaro.

Desafiando o STF, o ex-capitão afirmou que nomeação de Ramagem “brevemente se concretizará”.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.