Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
06 de março de 2019, 08h52

Bolsonaro aumenta em 16% gastos com cartões corporativos vinculados à Presidência

Apesar de ter seu fim defendido durante a transição, a gestão Bolsonaro não só manteve o uso dos cartões como foi responsável por uma fatura de R$ 1,1 milhão nos dois primeiros meses

Bolsonaro e a caneta Bic (Arquivo/PR)

Reportagem de Breno Pires, na edição desta quarta-feira (6) do jornal O Estado de S.Paulo, informa que nos dois primeiros meses na presidência Jair Bolsonaro (PSL) elevou os gastos com cartões corporativos em 16%, em relação à média dos últimos quatro anos, já considerada a inflação no período.

Apesar de ter seu fim defendido durante a transição, a nova gestão não só manteve o uso dos cartões como foi responsável por uma fatura de R$ 1,1 milhão.

O cálculo leva em consideração os pagamentos vinculados à Secretaria de Administração da Presidência da República – que incluem as despesas relacionadas ao presidente.

A descrição da maioria dos pagamentos é sigilosa. Nem mesmo a data em que a despesa foi feita é divulgada. O argumento é que informar os gastos do presidente pode colocar em risco a sua segurança.

Outro item que cresceu foi a proporção das despesas da secretaria dentro do total de gastos do governo, que chegou a 21%. Esse porcentual variou entre 10% e 15% nos anos anteriores.

Leia a reportagem na íntegra.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum