Bolsonaro cita Roberto Marinho e diz que ditadura “foi 10”

Rindo, Bolsonaro distribuiu notas 10 para o governo militar; assista

O presidente Jair Bolsonaro deu uma nova declaração na tarde desta terça-feira (3) em tom de elogio à ditadura militar. Bolsonaro citou uma declaração dada por Roberto Marinho, fundador do Grupo Globo, na época, e disse que nos tempos do governo militar se respeitava a família.

“Pode ser difícil em alguma coisa, mas na economia foi 10, no respeito à família também foi 10. No amor ao próximo e à Pátria também foi 10”, disse Bolsonaro. Ele ainda lamentou sobre uma diminuição do patriotismo nos governos que vieram depois: “Parece que saudar a bandeira, cantar o hino nacional, até se levantar para o cântico passou a ser algo reprovável”.

O período militar é reconhecido pelo Estado como um momento de violações aos direitos humanos, com práticas de torturas, desaparecimentos forçados e perseguições políticas. Muitos economistas também apontam que o período conhecido pelo “milagre econômico” foi responsável por um duro aprofundamento da desigualdade de renda – com uma grande concentração – e um enorme endividamento externo.

O comentário de Bolsonaro veio logo após ele citar uma frase de Roberto Marinho, fundador da TV Globo, que ele diz odiar: “Nós vivemos aquela fase de perfeitamente identificados com os anseios nacionais de preservação das instituições democráticas”. “Meus parabéns ao Roberto Marinho”, disse.

 

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR