Bolsonaro cita Roberto Marinho e diz que ditadura “foi 10”

Rindo, Bolsonaro distribuiu notas 10 para o governo militar; assista

O presidente Jair Bolsonaro deu uma nova declaração na tarde desta terça-feira (3) em tom de elogio à ditadura militar. Bolsonaro citou uma declaração dada por Roberto Marinho, fundador do Grupo Globo, na época, e disse que nos tempos do governo militar se respeitava a família.

“Pode ser difícil em alguma coisa, mas na economia foi 10, no respeito à família também foi 10. No amor ao próximo e à Pátria também foi 10”, disse Bolsonaro. Ele ainda lamentou sobre uma diminuição do patriotismo nos governos que vieram depois: “Parece que saudar a bandeira, cantar o hino nacional, até se levantar para o cântico passou a ser algo reprovável”.

O período militar é reconhecido pelo Estado como um momento de violações aos direitos humanos, com práticas de torturas, desaparecimentos forçados e perseguições políticas. Muitos economistas também apontam que o período conhecido pelo “milagre econômico” foi responsável por um duro aprofundamento da desigualdade de renda – com uma grande concentração – e um enorme endividamento externo.

O comentário de Bolsonaro veio logo após ele citar uma frase de Roberto Marinho, fundador da TV Globo, que ele diz odiar: “Nós vivemos aquela fase de perfeitamente identificados com os anseios nacionais de preservação das instituições democráticas”. “Meus parabéns ao Roberto Marinho”, disse.

 

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR