Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
13 de julho de 2019, 17h56

Bolsonaro comete crime ao piratear cena de filme e diz, no Twitter, que vídeo foi “vazado”

Cena, em que o ex-ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência no governo Lula, Gilberto de Carvalho, aparece fazendo uma autocrítica aos governos do PT, é do filme "O Processo", sobre o golpe contra Dilma Rousseff

Foto: Marcos Corrêa/PR

Sem muito a fazer, Jair Bolsonaro se ocupou em divulgar mais uma fake news neste sábado (13) pela sua conta no Twitter. Na publicação, o presidente diz que um vídeo, em que o ex-ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência no governo Lula, Gilberto de Carvalho, aparece fazendo uma autocrítica aos governos do PT, “vazou” e relaciona as imagens ao Foro de São Paulo.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

No entanto, segundo o deputado Paulo Pimenta (PT/RS), o vídeo é uma cena do documentário “O processo”, da diretora Maria Augusta Ramos, sobre o golpe contra a ex-presidenta Dilma Rousseff (PT), que teria sido “pirateado” de forma criminosa por Bolsonaro.

“Essa cena não é “vazamento” e não tem qualquer relação com o Foro de SP. Trata-se de uma cena do documentário “O processo”, da diretora Maria Augusta Ramos, sobre o golpe contra @dilmabr e PIRATEADO de forma criminosa pelo presidente da República para milhões de seguidores”, tuitou o deputado.

Segundo Pimenta, Bolsonaro cometeu o crime de pirataria, previsto no artigo 184 do Código Penal, com pena de prisão de 3 meses a 1 ano.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum