Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
29 de março de 2019, 18h50

Bolsonaro critica Estadão, Folha e O Globo e diz que Brasil está gerando empregos

Dados do IBGE mostram que desemprego aumentou e que o número de subutilizados, isto é, aqueles que estão em subempregos ou que já não procuram mais trabalho, atingiu nível recorde; presidente, no entanto, apela para outros números

Mutirão por emprego levou multidão para o Vale do Anhangabaú, em São Paulo (Foto: Reprodução/ Rede Globo)

O presidente Jair Bolsonaro usou de um malabarismo argumentativo e numérico, na tarde desta sexta-feira (29), para passar a impressão de que a economia do país está melhorando sob seu governo. Mais cedo, a estagnação econômica do Brasil ficou comprovada com a divulgação da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os dados mostram que o desemprego aumentou no país e que a mão de obra subutilizada – grupo que inclui desocupados, quem trabalha menos de 40 horas semanais e os disponíveis para trabalhar, mas que não conseguem procurar emprego – chegou ao pico da série, iniciada em 2012, ao atingir 27,9 milhões de pessoas.

Leia também: Mutirão por emprego leva multidão para o Vale do Anhangabaú, em São Paulo

Para o capitão da reserva, no entanto, veículos de imprensa como Estadão, Folha e O Globo estariam omitindo as informações que mostram uma suposta retomada do emprego. “Desconfiem de quem só quer causar o caos e a desordem”, bradou o presidente.

De acordo com Bolsonaro, o emprego estaria melhorando no Brasil pois este foi o melhor saldo de emprego nos últimos 5 anos para o mês de fevereiro.

O que o presidente não conta, no entanto, é que os novos empregos gerados, muito aquém do necessário, são, em sua maioria, empregos informais e subempregos, que passaram a ser padrão após a reforma trabalhista encampada há dois anos pelo ex-presidente Michel Temer e aprovada no Congresso.

Confira a sequência de críticas de Bolsonaro aos dados.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum