sábado, 31 out 2020
Publicidade

Bolsonaro descartou príncipe como vice por fotos dele em “suruba gay”

O deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) revelou nesta quarta-feira (13) à coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo, que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) o questionou se o príncipe Luiz Philippe de Orleans e Bragança é gay, e que pouco tempo depois desistiu de o indicar como seu vice. Príncipe diz que foi vítima de um dossiê falso.

“Às 5h, me ligaram do aeroporto pedindo o celular do Levy Fidelix [presidente do PRTB] e dizendo que [Bolsonaro] iria chamar o General [Hamilton Mourão] pra vice, que não iria colocar o príncipe porque haviam mandado umas fotos do príncipe pra ele”, revelou o tucano.

“Perguntei: que fotos? Ele disse que depois me mostraria, mas me perguntou se eu sabia se o príncipe era gay ou não. Eu disse que não sabia”, continuou.

Luiz Philippe de Orleans e Bragança confirmou à Revista Crusoé a informação de que Bolsonaro o descartou como vice por causa de um suposto dossiê falso com fotos dele em uma “suruba gay ou batendo em mendigo”. De acordo com ele, o dossiê foi elaborado por Gustavo Bebianno, que na época era coordenador de campanha de Bolsonaro.

Nesta terça (12), Bolsonaro disse que estava arrependido em não ter se “casado” com Luiz Philippe de Orleans e Bragança, eleito deputado federal pelo PSL, colocando o herdeiro da família real brasileira como vice em sua chapa em 2018.

“Você deveria ter sido meu vice, e não esse Mourão aí. Eu casei, casei errado. E agora não tem mais como voltar atrás”, disse Bolsonaro a Luiz Philippe durante reunião com a bancada do PSL.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.