O que o brasileiro pensa?
15 de fevereiro de 2020, 08h44

Bolsonaro desmonta biblioteca do Planalto para criar gabinete de Michelle com banheiro privativo

Em julho do ano passado, o governo gastou R$ 328,8 mil na montagem de um gabinete na Esplanada dos Ministérios, mas Michelle decidiu mudar para o Planalto para despachar em uma sala próxima a de Bolsonaro

A biblioteca presidencial sendo desmontada para montagem de gabinete de Michelle Bolsonaro (Montagem)

Com um acervo de 42 mil itens e 3 mil discursos de presidentes, a biblioteca do Palácio do Planalto está sendo reduzida pela metade por ordem de Jair Bolsonaro, que mandou construir no local um gabinete com banheiro privativo para uso da primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

Veja vídeo: “Estão descendo a lenha que a biblioteca vai diminuir em vez de elogiar a primeira-dama”, diz Bolsonaro a jornalistas

Segundo informações de Bela Megale, na edição deste sábado do jornal O Globo, a tradicional biblioteca da Presidência da República, localizada no anexo I do Palácio, vai receber a equipe do programa Pátria Voluntária, coordenado por Michelle Bolsonaro.

O valor gasto com a reforma não foi informado pela assessoria da Presidência da República, que em julho do ano passado gastou R$ 328,8 mil em dinheiro público na montagem e decoração de um gabinete para a primeira-dama no bloco A da Esplanada dos Ministérios.

No entanto, Michelle decidiu mudar seu “escritório” para o Palácio do Planalto, para despachar em uma sala próxima ao marido. Como primeira-dama, Michelle não tem direito a salário. Ela também não dá expediente todos os dias no local, segundo funcionários do ministério.

Biblioteca
Com o desmonte, a biblioteca presidencial do Planalto terá seus espaços de estudo, convivência e leitura praticamente extintos. Também não terá mais capacidade de aumentar o acervo, segundo pessoas que acompanham as obras.

“Nossa preocupação é o impacto dessa reforma na preservação da memória institucional do Brasil. Em todos os países, as bibliotecas presidenciais têm o objetivo de preservar o legado dos presidentes”, disse ao jornal O Globo Fábio Cordeiro, presidente do Conselho Regional de Biblioteconomia da 1ª Região.

A previsão é que os trabalhos iniciados na semana passada terminem no início de março.

Veja fotos de antes e depois da biblioteca

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum