Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
13 de novembro de 2019, 10h03

Bolsonaro divulga vídeo e tenta atribuir a seu governo transposição do Rio São Francisco

Presidente suspendeu no começo do ano o bombeamento de água do Rio São Francisco até Monteiro, na Paraíba. Sem uso, o trecho foi se deteriorando. Apenas agora, em novembro, as águas voltaram a percorrer a região

Arquivo/Agência Brasil
O presidente Jair Bolsonaro (PSL) publicou um vídeo em suas redes sociais nesta quarta-feira (13) parabenizando o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, por supostas obras que “levam água ao nosso Nordeste”. Publicação é uma tentativa de atribuir a seu governo a Transposição do Rio São Francisco, projeto encabeçado pelo ex-presidente Lula da Silva (PT) em 2005.
“Obras que não pararam levam água ao nosso Nordeste. Nossos parabéns ao Ministro Canuto!”, escreveu o presidente nas redes sociais. No vídeo, é possível ver o vereador de Campina Grande, Sargento Neto (PRTB), lavando o rosto na água do eixo leste da Transposição.
Em fevereiro, Bolsonaro suspendeu o bombeamento das águas do Rio São Francisco até Monteiro, na Paraíba. Sem a passagem da água da transposição, o canal havia acumulado apenas água das chuvas, mas não o suficiente para ocupar todo espaço. O governo federal apontava como motivo a necessidade de obras de reparo na barragem Cacimba Nova, em São José do Belmonte (PE).
O resultado, ao longo dos meses, foi o aparecimento de rachaduras e acúmulo de areia em vários pontos do canal. Apenas recentemente o presidente voltou a autorizar o bombeamento de água na região.
Ainda, no mês de agosto, o governo Bolsonaro chegou a afirmar que a megaobra de infraestrutura poderá ser privatizada ou gerida através de uma Parceria Público-Privada (PPP), alegando que a manter a obra em operação tem custo elevado.
Confira o vídeo:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum