quarta-feira, 28 out 2020
Publicidade

Bolsonaro diz que perdoa Globo e espera que ela volte a ter “verdade” como produto

O presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ) afirmou, durante reunião ministerial, na manhã desta terça-feira (9) esperar que a TV Globo “volte à rotina lá de trás, onde realmente tinha a verdade como produto da informação”.

Bolsonaro agradeceu à transmissão ao vivo da reunião feita pela Band News e também pela CNN Brasil. “Antes de encerrar queria agradecer à Band News, que desde o primeiro momento deixou o sinal aberto pra nossa reunião, bem como a CNN, que alguns minutos depois também fez o mesmo procedimento”.

A seguir disse que “obviamente, essa informação pura, que chega na ponta da linha pra todos no Brasil, é muito bom para a democracia e para restabelecer a verdade dos fatos. Então são duas empresas, né, duas televisões que realmente nós rendemos aqui a nossa homenagem no momento”.

Depois, sem ainda citar a Globo, Bolsonaro afirmou que “aquela que, porventura, não transmitiu o sinal, com toda a certeza deve estar fazendo as suas especulações de sempre”.

O presidente lembrou ainda que o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, estará na Câmara, onde debaterá com parlamentares. “Estará à disposição para que quaisquer dúvidas que surgir (sic) nos últimos dias sobre o comportamento do governo, que continua com o João 8:32: ‘Conhecereis a verdade e a verdade vos lbertará’, como uma marca do seu governo. Nós não temos medo da verdade”.

Ele lembrou de polêmica recente envolvendo o ministro da Educação, Abraham Weintraub, ao dizer que “lamenta sim as especulações, as mentiras que um órgão de imprensa em especial teima em rotular esse governo. Ao vivo eles fogem de nós. Eles querem sempre gravar pra editar e fazer as suas especulações. Como teve nessa televisão, há pouco tempo, quando o ministro falou que ‘eu não quero saber desse tipo de etnia’, né? ‘Desse tipo de brasileiro, porque todos nós somos brasileiros’. Tirou o ‘todos nós somos brasileiros’ e criou um clima. Pra que não tenha dúvida, ministro da Educação/TV Globo, né? Pra que não tenha dúvida né? É editar e jogar pra frente essas desinformações”.

“Então o nosso governo é da transparência, não temos medo da verdade, tenho orientado meus ministros, tenho orientado, não determino, que participem de debates em televisões, preferencialmente ao vivo, porque gravando você já sabe. Nessa televisão o que vai acontecer com a sua devida participação. Mas como eu costumo perdoar a todos, perdoo essa televisão, e espero que ela volte à rotina lá de trás, onde realmente tinha a verdade como produto da informação”, encerrou.

Veja a fala de Bolsonaro no final do vídeo:

Julinho Bittencourt
Julinho Bittencourt
Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.