Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
30 de julho de 2019, 08h23

Bolsonaro é bombardeado por aliados políticos nas redes: “Inacreditável”, diz deputado do Novo

Parlamentares do PSDB, Novo, PRB e até do PSL usaram as redes sociais para criticar a postura de Jair Bolsonaro em relação à memória do pai do presidente da OAB

Jair Bolsonaro (Foto: Marcos Corrêa/PR)

A agressiva declaração de Jair Bolsonaro sobre Fernando Santa Cruz, pai do presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, levou à indignação até mesmo parlamentares apoiadores do presidente da República, que usaram as redes sociais para criticar a posição do ex-capitão.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Entre os senadores se destaca Antonio Anastasia (PSDB-MG), que publicou na manhã desta terça-feira (30) que a fala de Bolsonaro “extrapolou qualquer limite”. “Dentre as diversas declarações absurdas proferidas pelo Presidente da República nestes primeiros meses de mandato, e não foram poucas, a última, referente à morte do pai do Presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, extrapolou qualquer limite”, publicou.

Anastasia ainda considerou a postura “indigna” e “vergonhosa”. “Não considero digno o Chefe da Nação manifestar-se deste modo sobre a morte de um brasileiro honrado e corajoso, ofendendo a sua memória e aos seus familiares. Esta fala foi simplesmente vergonhosa. Ao Presidente do Conselho Federal da Ordem a minha total solidariedade”, completou o tucano.

Deputados do partido Novo, um dos mais fieis a Bolsonaro também foram ao Twitter criticar a declaração. Vinicius Poit (Novo-SP) considerou o comentário do ex-capitão “muito infeliz” e afirmou: “eu prezo pelo Estado de Direito e abomino qualquer ditadura”.  Tiago Mitraud (Novo-MG) foi mais duro: “Ao invés de amadurecer com o cargo, Bolsonaro faz o contrário. Suas declarações pioram a cada dia, é inacreditável”.

Na segunda-feira, o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), também se declarou indignado com a fala de Bolsonaro. Para ele, a declaração foi “inaceitável”.

Cada vez mais próximo dos tucanos, o deputado federal Alexandre Frota (PSL-SP) foi outro que compartilhou sua insatisfação com a postura do presidente da República. Frota republicou críticas de dois parlamentares do Cidadania (Ex-PPS), Daniel Coelho (Cid-PE) e Marcelo Calero (Cid-RJ), e ainda reafirmou publicação do portal G1, “Declaração de Bolsonaro sobre desaparecido na ditadura provoca reações. Como eu disse”, com foto dizendo que “o Jair fala demais”. Ele ainda compartilhou live de Marco Antonio Villa criticando o presidente.

Outro apoiador de políticas promovidas pelo Governo que foi ao Twitter criticar o chefe de Estado foi Silvio Costa Filho (PRB-PE). “Fiz questão de ligar para o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz e me solidarizar. Infelizmente, mais uma declaração infeliz e inoportuna do Presidente Bolsonaro. O presidente precisa mergulhar na gestão do seu Governo e apresentar uma agenda para Retomada do desenvolvimento econômico e da geração de emprego e Renda. Quero ajudar, mas infelizmente o presidente não está ajudando o seu próprio governo!”, declarou.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum