O que o brasileiro pensa?
28 de junho de 2020, 07h35

Bolsonaro é o presidente que menos tratou de benefícios sociais em decretos desde Sarney

O levantamento considera 746 decretos promulgados até a última sexta-feira (26). Opositores veem nisso um desmonte do Estado

Foto: Marcos Corrêa/PR

De acordo com levantamento feito pelo grupo PEX-Network, da Universidade Federal de Minas Gerais, Jair Bolsonaro foi o presidente que menos tratou de benefícios sociais em decretos publicados nos primeiros 18 meses de mandato desde José Sarney.

O levantamento considera 746 decretos promulgados até a última sexta-feira (26). Opositores veem nisso um desmonte do Estado. Atos deste tipo de Bolsonaro no período priorizaram mudanças na estrutura e organização do governo federal.

“Como ele sabe que não tem votos, tenta contornar o Congresso editando decretos para atender interesses pontuais”, afirma a cientista política Magna Inácio, coordenadora do grupo da UFMG.

Entre os atos mais criticados está a tentativa de mudança da classificação de sigilo de documentos públicos, que voltou atrás após sofrer derrota no Congresso. A flexibilização de regras para armamento também se deu por decreto.

Mesmo sem considerar o período da pandemia, Bolsonaro foi o presidente que mais tentou governar com medidas provisórias nos primeiros 18 meses de mandato, de acordo com levantamento do Painel da Folha. O presidente editou 116 MPs, o que dá uma média de 6 por mês. Desse total, 13 trataram do coronavírus.

Embora ainda tenham pouco mais de 60 medidas em tramitação no Congresso, 24 caducaram, porque não foram votadas no prazo, e uma foi devolvida pelo Senado (dava poder a Abraham Weintraub de nomear reitores).


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum