Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
04 de setembro de 2019, 15h25

Bolsonaro exonera presidente da ABDI, que denunciou ilegalidade em secretaria do ministério de Guedes

"Os covardes cada vez mais tomam conta do governo. Agradeço ao presida Jair Bolsonaro. Espero que Deus possa iluminar suas decisões. E que abra seus olhos", escreveu o ex-chefe da ABDI no Twitter

Luiz Augusto de Souza Ferreira (Foto: Reprodução/YouTube)

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) publicou um decreto nesta quarta-feira (4) exonerando Luiz Augusto de Souza Ferreira do cargo de presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). Demissão veio por conta de uma denúncia de Ferreira à revista Veja alegando que o secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa, estaria fazendo “pedidos não republicanos” a ele, sem especificar quais seriam.

“Acabo de ser demitido. Sem apuração. Por ser correto. E ok, o que eu já previa. Os covardes cada vez mais tomam conta do governo. Agradeço ao presida Jair Bolsonaro. Espero que Deus possa iluminar suas decisões. E que abra seus olhos. E rápido”, disse Ferreira em suas redes sociais, na madrugada desta quarta-feira (4).

Bolsonaro já havia mencionado na terça-feira (3) que ou Ferreira ou Carlos da Costa “perderiam a cabeça”. “Não pode ter uma acusação dessas. Vão dizer que ele ficou lá porque tem uma bomba debaixo do braço. Não é esse o meu governo. Já determinei para apurar e um dos dois, ou os dois, perderão a cabeça”, disse Bolsonaro.

No lugar de Ferreira, o presidente nomeou Igor Nogueira Calvet para exercer o cargo na ABDI.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum