Fórumcast, o podcast da Fórum
18 de agosto de 2019, 08h55

Bolsonaro faz “campanha” em Barretos e assina decreto que flexibiliza rodeios

Presidente foi à Festa do Peão de Barretos (SP) usando um adesivo com o 17, seu número eleitoral, desfilou com cavalo e, em um evento com tom ufanista, assinou decreto que flexibiliza os rodeios no país

Bolsonaro usou adesivo de campanha na Festa do Peão de Barretos (Foto: Clauber Cleber Caetano/PR)

O presidente Jair Bolsonaro, apesar de ter sido eleito em outubro do ano passado, segue com postura de campanha. O capitão da reserva foi à Festa do Peão de Barretos (SP), na noite deste sábado (18), usando um adesivo com o 17, seu número eleitoral. Na ocasião, ele assinou um decreto que flexibiliza os rodeios no país.

“Esse momento em que tantos criticam as festas de peões ou as vaquejadas quero dizer que, com muito orgulho, estou com vocês. Para nós não existe o politicamente correto, faremos o que tem de ser feito”, disse Bolsonaro ao público presente na arena principal do evento. O decreto define que fica a cargo do Ministério da Agricultura avaliar os protocolos de bem-estar animal elaborados por entidades promotoras de rodeios e libera competições até então proibidas e alvo de contestação por parte de entidades protetoras de animais.

Ao lado do presidente da Independente, empresa que organiza a Festa do Peão de Barretos, Ricardo Rocha, e do governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), Bolsonaro deu duas voltas na arena montado em um cavalo. Ao todo, a organização da festa disponibilizou 12 animais para que o presidente escolhesse o seu preferido.

O evento foi marcado pelo tom ufanista. O locutor da festa não poupou elogios ao presidente, que foi homenageado, inclusive, com um vídeo veiculado no telão principal. Durante a passagem de Bolsonaro pela arena, foi tocada a música “Eu te amo, meu Brasil”, da dupla Dom & Ravel, considerado um hino dos apoiadores da ditadura militar brasileira.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum