Bolsonaro ignora pedido do TCU sobre plano de vacinação contra a Covid-19

Determinação do órgão foi aprovada em 12 de agosto e, até então, não há resposta por parte do governo

O governo de Jair Bolsonaro ainda não retornou a um pedido do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre a apresentação de um plano de vacinação nacional contra a Covid-19.

Segundo reportagem do Valor Econômico, o pedido foi aprovado em 12 de agosto e, até então, não há evidências de quando o planejamento será apresentado.

Na decisão de agosto, o ministro do TCU, Vital do Rêgo, havia dado um prazo de 60 dias para a Casa Civil apresentar as ações do governo para produção e compra das vacinas, assim como o esquema de imunização da população.

A Advocacia-Geral da União (AGU), no entanto, recorreu alegando que o órgão responsável pelo planejamento deveria ser Ministério da Saúde, e não a Casa Civil. O TCU recebeu o recurso, mas criticou internamente o caráter “meramente procrastinatório” da apelação.

A inação do governo preocupa especialistas, que não sabem como será realizada a distribuição das vacinas entre estados e municípios quando o imunizante estiver disponível.

Dados como quantidade de agulhas e seringas necessárias, assim como detalhes sobre as salas de vacinação disponíveis, já deveriam ter sido informados pelo governo federal.

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR