Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
09 de novembro de 2019, 22h40

Bolsonaro imita Moro e também diz que não vai responder Lula

Criticado por Lula em razão do elo com as milícias e da política econômica que aprofunda desigualdades, o presidente prefere se calar

Foto: Adonis Guerra/Sindicato dos Metalúrgicos do ABC

O presidente Jair Bolsonaro resolveu copiar o ministro da Justiça, Sérgio Moro, e publicar uma mensagem dizendo que não responderá às críticas feitas pelo ex-presidente Lula em seu primeiro pronunciamento após deixar a prisão, neste sábado (9). Lula fez dura crítica à política econômica do governo e ainda ressaltou o elo entre o clã Bolsonaro e as milícias.

“Não responderei a criminosos que por ora estão soltos. Meu partido é o Brasil!”, disse o ex-capitão no Twitter. Mais cedo, Moro havia adotado a mesma estratégia ao dizer que não responderia “criminosos” e que “algumas pessoas merecem ser ignoradas”.

Durante discurso feito em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP), Lula adotou um tom duro ao comentar sobre o governo e disse que Bolsonaro não pode governar para as milícias. “[Bolsonaro] foi eleito para governar para o povo brasileiro e não para governar para os milicianos do Rio de Janeiro”, declarou.

“Por que esse cidadão que nunca ganhou um salário mínimo resolveu falar que não vai aumentar o salário mínimo? Por que eles vão apresentar um projeto econômico que vai empobrecer ainda mais a população brasileira? Ontem e hoje eu vi os dados do IBGE, o povo tem menos saúde, tem menos emprego. Acho que não tem outro jeito. Não tem ninguém que conserte esse país sem que vocês queiram que consertem. Não adianta ficar com medo. A gente tem que ter a seguinte decisão: esse país é de 210 milhões de habitantes e não podemos permitir que os milicianos acabem com ele”, disparou Lula.

 

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum