Fórumcast, o podcast da Fórum
12 de julho de 2017, 10h27

Bolsonaro lidera para presidente no Rio, de acordo com Paraná Pesquisas

O Instituto Paraná Pesquisas perguntou também em quem os fluminenses não votariam de jeito nenhum. A surpresa fica por conta do alto índice de rejeição do prefeito de São Paulo, João Doria, com 17,4%.

O Instituto Paraná Pesquisas perguntou também em quem os fluminenses não votariam de jeito nenhum. A surpresa fica por conta do alto índice de rejeição do prefeito de São Paulo, João Doria, com 17,4%.

Da Redação

De acordo com levantamento eleitoral feito pelo instituto Paraná Pesquisas para a presidência da República, em 2018, o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), sai na frente no estado do Rio, seu curral eleitoral.

O instituto analisou dois cenários. No primeiro, com o prefeito de São Paulo, João Doria, na disputa pelo PSDB, Bolsonaro teria 22,8% dos votos, seguido pelo ex-presidente Lula, com 17,7%; Joaquim Barbosa, com 10,3%; João Doria 8,9%; Marina Silva 8,1%; Ciro Gomes 5,6%; Alvaro Dias 3,5%; Não sabe, 5,4%; Nenhum 17,6%.

Já com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, na disputa, no lugar de Doria, a vantagem de Bolsonaro cresce ainda mais, indo para 24,0%; Lula manteria os 17,7%; Joaquim Barbosa, 11,1%; Marina Silva 8,8%; Ciro Gomes 5,8%; Geraldo Alckmin 5,3%; Alvaro Dias 4,2%; Não sabe 5,4%; Nenhum 17,7%.

Rejeição

O Instituto Paraná Pesquisas perguntou também em quem os fluminenses não votariam de jeito nenhum. A surpresa fica por conta do alto índice de rejeição do prefeito de São Paulo, João Doria, com 17,4%. O ex-presidente Lula sai na frente, com 46,9%; Jair Bolsonaro ficou em segundo, com 25,3%; Geraldo Alckmin com 24,7%; Marina Silva 21,9%; Ciro Gomes 19,7%; Alvaro Dias 16,3%; Joaquim Barbosa 15,1%; Não sabe 8,4%; Poderia votar em todos 4,2%.

A Paraná Pesquisas entrevistou 2.020 eleitores de 43 municípios no estado do Rio de Janeiro entre os dias 6 e 10 de julho de 2017. A margem de erro é de 2%.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum