Fórumcast, o podcast da Fórum
12 de agosto de 2019, 16h19

Bolsonaro: Novo PGR não poderá ser “xiita ambiental” ou “supervalorizar” minorias

O presidente ainda comentou que o papel do próximo procurador-geral da República não será apenas combater a corrupção, mas também "valorizar a família brasileira"

Foto: Divulgação/Presidência da República

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira (12) que o perfil que procura para o próximo Procurador-Geral da República (PGR) é alguém que não seja “xiita ambiental” ou que “supervalorize minorias”. Ainda, comentou que o papel do próximo PGR não será apenas combater a corrupção.

“Quero um PGR que não apenas combata a corrupção, que entenda a situação do homem do campo, não fique com essa ojeriza ambiental, que não atrapalhe as obras que estão fazendo, dificultando licenças ambientais, que preserve a família brasileira, que entenda que as leis têm que ser feitas para a maioria e não para as minorias. É isso que queremos”, falou após evento presidencial em Pelotas, no Rio Grande do Sul.

Em entrevista à imprensa, Bolsonaro respondeu sobre a possibilidade de Deltan Dallagnol, chefe da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, ocupar a PGR. “Manda ele me procurar, por que não me procurou até hoje? É muito simples. Todos querem ser procurados. Eu não procurei ninguém. A caneta BIC é minha”, disse. Pelas redes sociais neste final de semana, Bolsonaro chamou Deltan de “esquerdista tipo PSOL”, em resposta a uma seguidora que sugeria o chefe da Lava Jato para substituir Raquel Dodge, atual procuradora-geral da República.

Após a cerimônia, apoiadores do governo vaiaram políticos presentes, como a prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas (PSDB), chamada de “comunista”.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum