Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
29 de outubro de 2019, 11h23

Bolsonaro pede desculpas e protege Carluxo, ao não responder se filho foi responsável por vídeo das hienas

O presidente alegou que muitas pessoas têm a senha de sua conta no Twitter e que vídeo passou "despercebido"

O "leão" Bolsonaro contra o STF, no vídeo que foi publicado pelo presidente (Reprodução)

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) pediu desculpas ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta terça-feira (29) após publicar um vídeo em suas redes sociais no qual ele é comparado a um leão e hienas, que o atacam, são o STF. Bolsonaro ainda protegeu seu filho Carlos Bolsonaro e disse que a autoria do vídeo não é dele.

“Me desculpo publicamente ao STF, a quem por ventura ficou ofendido. Foi uma injustiça, sim, corrigimos e vamos publicar uma matéria que leva para esse lado das desculpas. Erramos e haverá retratação”, disse.

Questionado se Carlos seria o autor da “brincadeira”, que já admitiu realizar publicações em suas contas nas redes sociais, o presidente disse que a culpa, na verdade, é sua. “Não se pode culpar o Carlos. A responsabilidade final é minha. O Carlos foi um dos grandes responsáveis pela minha eleição e é comum qualquer coisa errada em mídias sociais culpá-lo diretamente. A responsabilidade é minha, tem mais gente que tem a senha e não sei por que passou despercebido essa matéria aí”, continuou.

Apesar de não ter afirmando que Carlos foi o responsável pela publicação, assessores do presidente a atribuem ao vereador, de acordo com Maiá Menezes e Gustavo Maia, do Globo.

Nesta segunda-feira (28), o ministro do STF Celso de Mello se irritou com vídeo e disse que comparação da Corte com hienas foi feita “de modo absurdo e grosseiro” e que “o atrevimento presidencial parece não encontrar limites“.

 

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum