Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
26 de março de 2020, 07h40

Bolsonaro precisa ter postura de líder da nação, diz presidente do grupo de empresários Brasil 200

Presidido por Gabriel Kanner, sobrinho do dono da Riachuelo, o grupo foi um dos que apoiou os atos deste mês contra o Congresso e o STF

Gabriel Kanner, presidente do Brasil 200 (Foto: Reprodução/YouTube)

O presidente do grupo de empresários Brasil 200, Gabriel Kanner, criticou o presidente Jair Bolsonaro com relação à sua postura perante o avanço do coronavírus. Para o sobrinho de Flávio Rocha, proprietário da Riachuelo, o ex-capitão não conseguiu criar um clima de segurança para a população no pronunciamento de terça-feira (24).

Em entrevista à Folha de S.Paulo, Kanner diz ainda que a crise não pode ser menosprezada e que o Brasil precisa de “seriedade e responsabilidade” dos líderes. O empresário também criticou o “isolamento vertical” proposto por Bolsonaro, dizendo que a medida “não salva o PIB nem poupa a população de adoecer”.

“A gente precisa exigir do presidente uma postura de líder da nação. Ele não apresentou isso. Por mais que eu concorde com o direcionamento, de evitar um colapso econômico, a forma como ele se comunicou não passou segurança à população. Essa foi a maior falha do pronunciamento”, afirmou Kanner.

O grupo Brasil 200 é fiel a Jair Bolsonaro desde a campanha eleitoral de 2018. Recentemente, os empresários usaram de sua influência, poder e recursos para financiar ataques contra o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), e apoiar o ato golpista do dia 15 de março convocado por Bolsonaro.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum