Fórumcast, o podcast da Fórum
19 de abril de 2019, 07h55

Bolsonaro pretende tipificar o que chama de “invasão” de terras como terrorismo

Além disso, o presidente defendeu o envio ao Congresso de outra proposta no sentido de estender o direito de legítima defesa a quem atira contra pessoas que tentem invadir domicílios privados

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Jair Bolsonaro afirmou que pretende enviar ao Congresso Nacional um projeto de lei para tipificar o que ele chama de “invasão” de terras como crime de terrorismo. De acordo com o presidente, houve apenas um registro de “invasão” de terra no primeiro trimestre deste ano, contra 43 no mesmo período do ano passado.

“No que depender de mim, será tipificado como terrorismo”, disse, informando que vai procurar parlamentares para buscar uma proposta que seja viável para aprovação do projeto no Legislativo.

Além disso, Bolsonaro defendeu o envio de outra proposta, no sentido de estender o direito de legítima defesa a quem atira contra pessoas que tentem invadir domicílios privados.

“Invasão de domicílio ou de propriedade outra, uma fazenda ou uma chácara, o proprietário pode se defender atirando, e se o outro lado resolver morrer, é problema dele. Propriedade privada é sagrada”, destacou.

“O nosso projeto visa que, em legítima defesa da vida própria ou de outrem, legítima defesa da propriedade ou bem próprio ou de outrem, entre aí o excludente de ilicitude. Você responde, mas não tem punição”, acrescentou.

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum