Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
04 de novembro de 2019, 13h45

Bolsonaro prometeu repassar a Bivar 30% do fundo partidário do PSL para sair candidato à Presidência

Bivar atualmente é investigado sob suspeita de ter desviado parte desses recursos por meio de candidaturas laranjas no partido

Bolsonaro e Luciano Bivar, presidente do PSL (Reprodução)

Em depoimento à Polícia Federal, o ex-ministro da Secretaria-Geral, Gustavo Bebianno, disse que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) chancelou em 2018 um acordo para repassar 30% do fundo eleitoral do PSL, cerca de R$ 2,7 milhões, para o diretório do partido em Pernambuco, chefiado por Luciano Bivar. Acordo foi feito para que Bolsonaro ingressasse no PSL e saísse candidato à Presidência. Informação é de Camila Mattoso e Ranier Bragon, da Folha de S.Paulo.

“Perguntado sobre quem seria o responsável pela definição das contas relativas aos fundos partidário e especial [eleitoral] para cada estado e seu correlato repasse para os candidatos durante o processo eleitoral, [Bebianno] respondeu que na forma do acordo político celebrado entre Jair Bolsonaro, Luciano Bivar, Fernando Francischini [então deputado federal pelo Paraná e aliado de Bolsonaro], Antônio Rueda [braço-direito de Bivar], Eduardo Bolsonaro [filho do presidente] e o declarante, parte relevante do fundo eleitoral, em torno de 30%, seria destinado para o estado de Pernambuco, estado original da fundação do PSL, e que os 70% restantes seriam distribuídos de acordo com o peso eleitoral de cada estado”, diz a transcrição de parte de seu depoimento.

Segundo o ex-ministro, o acordo possibilitou que Bolsonaro ficasse com o poder de definir o comando de todos os diretórios regionais do PSL, além de cargos na Executiva Nacional e o comando interno da legenda durante o período eleitoral.

Bebianno foi chamado a depor à PF pelo fato de a verba pública do PSL repassada às supostas candidatas laranjas de Pernambuco ter partido do diretório nacional, então presidido por ele. Atualmente, Luciano Bivar é investigado sob suspeita de ter sido o responsável por desviar os recursos por meio de candidaturas femininas de fachada.

Procurados, nem o Palácio do Planalto nem Bivar nem Eduardo Bolsonaro se manifestaram.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum