Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
31 de janeiro de 2020, 11h31

Bolsonaro provoca Moro e divulga ministro da CGU como responsável por “enfrentamento da corrupção”

Imagem com um texto com erros de gramática foi divulgada por Bolsonaro, que atribuiu o "enfrentamento da corrupção" ao ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário

Bolsonaro com Wagner Rosário, da CGU, e Sergio Moro (Montagem)

Cozinhando Sergio Moro em banho-maria dentro do governo, Jair Bolsonaro alfinetou o ex-juiz da Lava Jato, com quem teme um enfrentamento nas urnas em 2022, divulgando um tuíte nesta sexta-feira (31) em que coloca o Ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, como responsável pelo “enfrentamento da corrupção”.

“Enfrentamento da Corrupção: a Controladoria Geral da União, Polícia Federal e MPF iniciaram operação para combater fraudes em pregões eletrônicos realizados por todo país. Os contratos sob investigação, perfazem montante de dezenas de milhões de reais (SIC)”, diz a imagem, com erros de gramática, divulgada pelo presidente, que menciona o endereço eletrônico de Rosário.

O combate à corrupção é uma das mais antigas bandeiras de Sergio Moro, que tem usado os números do governo federal para divulgar seu trabalho, alavancando a popularidade diante de uma pretensa, porém negada, candidatura ao Planalto em 2022.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum