Bolsonaro que fugiu de todos diz que Moro “não aguenta 10 segundos de debate”; veja vídeo

Presidente disse ainda que Moro, com "povo acima de tudo", copiou seu slogan "Brasil acima de tudo, Deus acima de todos"

Ao sentir a pressão das pesquisas, o presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a fazer ataques ao ex-ministro Sergio Moro (Podemos) nesta segunda-feira (6), para apoiadores no Palácio da Alvorada.

Bolsonaro ironizou o slogan utilizado por Moro, “povo acima de tudo” que, de acordo com ele, é uma cópia da frase que popularizou na campanha de 2018, “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos“.

“Para copiar o meu, ele botou “o povo acima de tudo”. Esse não aguenta 10 segundos de debate”, disse Bolsonaro.

‘Sou de esquerda’

Bolsonaro criticou também seu ex-ministro por causa de sua declaração de que poderia ter atuado mais contra as normas do governo que flexibilizaram a posse e o porte de arma.

“O Lula falou que vai recolher as armas. O Moro também falou que ele podia ser mais rígido, me peitar mais durante a questão das portarias de armamento dele. Como que o cara aceita trabalhar comigo sabendo que eu sou armamentista? Tinha que ter caráter. Era só falar: ‘Não me interessa trabalhar porque sou de esquerda’”, afirmou.

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.