Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
07 de fevereiro de 2020, 06h24

Bolsonaro: “Quem quer comprar uma arma não é para fazer besteira”

Presidente criticou projeto de lei que exige exame toxicológico para porte e posse de arma

Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro criticou nesta quinta-feira (6) o projeto de lei aprovado pelo Senado no mesmo dia e que exige exame toxicológico para a posse ou porte de armas de fogo. Segundo o presidente, as pessoas que escolhem comprar uma arma estão agindo de forma correta e não pensam em “fazer besteira”.

“Meu Deus do céu, tem que infernizar a vida de quem está fazendo a coisa errada, não de quem quer fazer a coisa certa. Quem quer comprar uma arma não é para fazer besteira. [Para] fazer besteira ele vai aí para o câmbio negro, um lugar qualquer”, afirmou o presidente durante transmissão ao vivo nas redes sociais.

Em outro momento, Bolsonaro afirmou que pretende vetar o projeto. “Esse projeto de lei não é bem-vindo”, disse. “Se por ventura passar, eu posso exercer o direito de veto e depois o Congresso Nacional decide se mantém ou não”, acrescentou.

Em seguida, o ex-capitão disparou mais críticas e ironizou a proposta. “A gente podia exigir [o exame] para todo mundo. Quem quer ser candidato a alguma coisa, fazer a mesma coisa. Porque um voto mal dado às vezes tem um efeito pior do que uma bala disparada por um irresponsável”, opinou Bolsonaro.

O texto aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, apresentado por Styvenson Valentim (Podemos-RN), exige o exame toxicológico com resultado negativo a cada três anos para que o Certificado de Registro de Arma de Fogo seja renovado. O texto deve ir direto para a Câmara dos Deputados.

Posse de armas

Em 2019, a Polícia Federal, sob domínio do ministro da Justiça, Sergio Moro, autorizou a posse de 44.181 armas de fogo para cidadãos comuns, maior número desde 2010. O recorde registrado sob o governo Bolsonaro representa uma alta de 24% em relação ao ano passado.

Portanto, o Brasil vendeu cinco armas por hora a cidadãos comuns em 2019, média que vem aumentando ao longo dos anos.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum