Fórumcast, o podcast da Fórum
18 de julho de 2019, 09h47

Bolsonaro quer criar Black Friday verde e amarela com descontos “patrióticos” no Sete de Setembro

Com popularidade e aprovação em queda, governo se inspira nos EUA para criar a "Semana do Brasil" e negocia com representantes lojistas para concretizar um plano de descontos "patrióticos"

Foto: Rogério Melo/PR

Com popularidade e aprovação em queda, o governo Bolsonaro planeja ações de comunicação para melhorar a imagem. Entre os projetos tratados em reunião ministerial nesta terça-feira (16) está uma versão patriótica da Black Friday, prevista para a semana do Sete de Setembro.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Nos planos da Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom), o feriado da independência vai virar uma “semana” de comemorações, a “Semana do Brasil”. Dentro dela, haverá um incentivo ao comércio varejista a oferecer descontos, inspirado no modelo estadunidense, que faz promoções em feriados nacionais.

Segundo Felipe Frazão e Julia Lindner, do Estado de S. Paulo, o Planalto já negocia com representantes de lojistas para concretizar o plano de descontos “patrióticos”. Além disso, o setor hoteleiro é visado para promover o turismo interno na data.

Com a aprovação da reforma da previdência em primeiro turno, o governo deve voltar suas ações de publicidade para o patriotismo, seguindo deliberação tirada em reunião do Conselho de Governo realizada na terça-feira.

Veja também:  Fórum Onze e Meia #12 – Barbarie e sangue: Witzel e Bolsonaro celebram a morte e o desespero

O desfile da Esplanada dos Ministérios também vai ser “bombado” pelo governo, com um crescimento de cerca de 50% no orçamento. Os R$ 817 mil gastos no ano passado passarão a R$ 1,2 milhão.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum