Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
12 de fevereiro de 2019, 09h04

Bolsonaro revê contratos e quer aumentar em até 58% valor de pedágios em concessões da gestão Lula

"Nessas estradas, há pedágios muito baixos, sem investimentos previstos, e queremos autorizar aumento", disse o ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas

O ministro de Infraestrutura, Tarcísio Freitas, e Bolsonaro (Divulgação)

Reportagem de Julio Wiziack e Fábio Fabrini, na edição desta terça-feira (12) da Folha de S.Paulo, informa o Ministério de Infraestrutura de Jair Bolsonaro (PSL) está revendo contratos de concessões de rodovias e quer permitir um aumento de até 58% no valor dos pedágios em rodovias licitadas durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo a reportagem, o aumento médio deve ficar em 25%. Em alguns casos, como o da Fernão Dias, que liga São Paulo a Belo Horizonte, o reajuste pode chegar a 58%.

O ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, afirmou à Folha que “há espaço para aumento” até maior de tarifa em rodovias que não têm mais obras programadas.

“Nessas estradas, há pedágios muito baixos, sem investimentos previstos, e queremos autorizar aumento”, disse.

Na Fernão Dias, o pedágio poderia, segundo cálculos parciais, saltar de R$ 2,40 para R$ 3,80, que faria frente a R$ 1,2 bilhão em investimentos.

Segundo o Ministério, as concessionárias responsáveis pelas estradas enfrentam desequilíbrio financeiro e alegam não conseguir investir R$ 7 bilhões em obras de melhoria previstas nos contratos.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum