Bolsonaro se veste de astronauta em comemoração da independência dos EUA

Bolsonaro foi o primeiro presidente brasileiro a ir à solenidade do 4 de Julho e aproveitou para tirar foto como se fosse um viajante espacial estadunidense; apesar do gesto, os EUA estão sem embaixador no Brasil desde novembro

O presidente Jair Bolsonaro foi nesta quarta-feira (3) à Embaixada dos Estados Unidos em Brasília para a comemoração da independência do país, que completou 243 anos neste 4 de Julho. O gesto é inédito e rendeu até mesmo foto em que Bolsonaro aparece posando de astronauta ao lado do ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, primeiro brasileiro a ir ao espaço, em 2006.

Buscando estreitar laços com o presidente estadunidense Donald Trump, Bolsonaro fez questão de ser fotografado em um painel de um astronauta norte-americano com rosto vazado.

O presidente, que já fez reverência à bandeira dos EUA, não teve problemas em aparecer, sorridente, como um viajante espacial estadunidense.

Bolsonaro foi o primeiro presidente brasileiro a ir à solenidade do 4 de Julho, mas, apesar dos inúmeros acenos a Donald Trump, o republicano ainda não visitou o Brasil e não há represente nomeado na embaixada de Brasília desde novembro de 2018, um mês após a eleição presidencial.

Em discurso contraditório, após subir no palco ao som de “”Born in the USA” (nascido nos EUA) fazendo arminhas com a mão, o presidente disse que quer formar um bloco anti-ideológico com países de ideologias próximas. “Nosso governo veio para deixar de lado o viés ideológico, veio para se aproximar de vários países outros com ideologia semelhante na busca de dias melhores para todos nós”, disse.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR